Padrinho é obrigado a dar presente de casamento?

O casamento é disparadamente um dos momentos da vida no qual as pessoas mais aguardam.

Desde sempre esperam que a sua cerimônia seja a mais perfeita de todas e que fique para sempre na memória de todos.

Todos estão em busca de um casamento de sucesso. A primeira coisa em que os noivos fazem, antes de escolherem o local, dia e hora da união simbólica, é a escolha dos padrinhos de casamento.

Os padrinhos são quase sempre mais próximos do casal e que irão acompanhar todo o processo de noivado até o casamento de perto.

Mas afinal, da onde veio o termo “ padrinho”?

A origem dos padrinhos se altera de acordo com a cultura local entre as sociedades. No Brasil, o nome surgiu a partir do Concilio de Trento, em 1545 e em 1563.

Este evento foi a ocasião em que a igreja católica criou o sacramento do matrimônio.

Este Concilio determinou que duas pessoas só podem se considerar casadas se o casamento ocorresse na presença de um padre e de duas testemunhas.

Anteriormente, podiam-se casar pessoas livremente sem qualquer requisito deste tipo.

Escolha dos padrinhos

Uma grande quantidade de pessoas possui grande dificuldade em escolher quem serão os seus padrinhos. A principal dúvida é se o convite será destinado à amigos ou familiares.

Deve-se escolher, sejam eles amigos ou familiares, as pessoas mais próximas dos noivos, as mais confiáveis e as que fazem sentir um clima feliz e agradável.

Todos esses pontos são fundamentais para essa grande escolha. Você deve optar por pessoas que estão e são próximas de vocês dois.

Amigos que vivenciam a relação e família são boas escolhas na hora de escolher os padrinhos do seu casamento.

Padrinhos no mundo atual

Com o decorrer das décadas, a quantidade de testemunhas matrimoniais foi crescendo e ganhando novas tarefas.

Aderindo aos costumes europeus, agora os padrinhos também possuem a função serem ajudantes dos noivos.

Antes da cerimônia se realizar, o encargo dos padrinhos é dar total apoio, físico e psicológico aos noivos, afim de aliviar a pressão dos mesmos.

Também são encarregados, principalmente, em organizar as famosas despedidas de solteiro, afim de promover aos noivos, uma última diversão antes de se tornarem casados.

Não dia do casamento são eles que ajudarão a equipe organizadora da cerimônia, ajudando a separar as famílias dos noivos.

Na hora do matrimônio, os padrinhos devem demonstrar que estão apoiando os amigos casados. Depois, agitar o casamento e promover a diversão.

No pós casamento os padrinhos terão para sempre uma grande ligação de afeto com os casados. A amizade e a presença deles são essenciais para o grande desafio que é a vida de casado.

Presentes?

Uma dúvida muito comum entre os padrinhos é se eles têm que dar ou não um presente de casamento, sendo que é ele quem vai parcialmente proporcionar uma grande experiência para o noivo.

Os padrinhos, se possível, devem sim presentear os casados, mostrando que estão gratos e honrados em terem sido convidados para possuírem papel tão importante numa data tão esperada pelos noivos.

Mas se não for possível, os padrinhos devem demonstrar a generosidade em estarem sendo convidados para uma data de união especial, demonstrando que o amor e a amizade estão acima de tudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *