Dicas de Relacionamento: Incorporação e priorização de papéis

Vamos falar hoje sobre a importância dos parceiros de uma relação afetiva se desprenderem de suas famílias de origem e dos amigos, para que o novo núcleo familiar possa ter uma base saudável. Desde que nascemos, vamos incorporando papéis no decorrer de nossas vidas. Nascemos como filhos de alguém, netos, sobrinhos, as vezes já irmãos de alguém.

Mais adiante, incorporamos o papel de alunos, de amigos, de namorado ou namorada de alguém, papeis profissionais, esposa ou marido de alguém. Cada um desses papéis, conforme vão sendo incorporados adquirem um grau de importância em relação aos anteriores. Antes de estabelecer um novo núcleo familiar é de se esperar que ambos da dupla tenham condições emocionais de priorizar os novos papéis, de esposa e marido, em que o foco afetivo passa a ser o parceiro.

Boa parte dos problemas conjugais vem da inabilidade de um dos parceiros ou de ambos, em priorizar o novo núcleo familiar, ou da dificuldade da família anterior ou mesmo dos amigos, em respeitar a nova família que se estabeleceu. É preciso deixar para traz a família anterior, os amigos. Isso não significa não se relacionar ou mesmo não dar importância a família de origem ou aos amigos, mas sim, mudar o foco, priorizando o núcleo atual.

Parece simples, mas é uma das tarefas mais difíceis para a nova dupla, que quando não tem maturidade, muitas vezes fracassa nessa tarefa, fragilizando a nova família que se estabeleceu. Às vezes, a esposa continua a ter como confidente sua mãe irmã ou amigas, que continuam a ser as pessoas mais íntimas e que mais a conhecem.

Mantém assim, segredos na relação com o marido, que sabe menos da vida da esposa que as pessoas que ela continua priorizando em sua vida. O marido, por sua vez, pode dividir as questões financeiras e profissionais com seu pai, irmãos ou amigos, deixando a parceira de fora. Ou vice-versa. O que ocorre, é que essa dificuldade em ter como centro o parceiro, dificulta o desenvolvimento de uma relação de intimidade e a autonomia da dupla.

Priorize seu parceiro

ebook casamento de sucessoPriorize sua parceira, priorize seu parceiro. O papel de marido precisa ser mais importante que o de filho, amigo, o de esposa mais importante que o de filha, amiga. Vcs podem e devem se relacionar com parentes e amigos, mas…sem se esquecer que antes deles deve vir seu parceiro. Pensem nisso e reflitam em relação ao seu foco afetivo. Se ainda estão estacionados em um período anterior de sua vida, sendo mais filho ou amigo que marido ou esposa, ou se estão tendo atitudes coerentes com a realidade atual, focando seu parceiro e estabelecendo uma relação de cumplicidade e intimidade.

Pode ocorrer também a inabilidade da família de origem, ou do grupo de amigos, em respeitar o novo núcleo familiar que se estabeleceu. Nessa situação, é importante que o casal estabeleça os limites para que sua privacidade não seja invadida e a família atual seja respeitada.

E você, exclui ou respeita e inclui seu parceiro nos seus problemas, no seu dia a dia e nas suas vitórias?

One thought on “Dicas de Relacionamento: Incorporação e priorização de papéis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *